Atenção: Conteúdo informativo sobre o programa – Não oficial


Publicidade

O pagamento do PIS PASEP 2022 já foi confirmado pela União, mas muda alguma coisa?

Será que você tem direito? Confira tudo sobre a liberação desses benefícios sociais

Publicidade

O PIS e o PASEP são pagos pelo mesmo fundo financeiro.

Esse é o motivo de terem regras semelhantes, sobretudo em relação ao calendário de liberação.

A Caixa e o Banco do Brasil, respectivamente, fazem o pagamento desses programas.

Publicidade

A primeira instituição bancária é responsável pela cobertura dos trabalhadores da iniciativa privada e a segunda paga aos servidores públicos.

No ano de 2021, os benefícios não foram liberados para nenhuma dessas categorias, sofreu um adiamento para 2022, o que provocou outras mudanças.

Confira as mudanças do pagamento do PIS PASEP 2022, veja mais informações a seguir.

Veja também:

[display-posts orderby="date" include_date="false" posts_per_page="5" taxonomy="category" tax_term="current" date_format="m/d/Y" exclude_current="true"]

Pagamento do PIS PASEP 2022 sofrerá mudanças!

A alteração inicial do pagamento do PIS PASEP 2022 é no calendário de pagamentos.

Antes os valores eram creditados a partir do mês de junho, agora é iniciado no mês de janeiro.

A liberação segue o mês de nascimento do beneficiário.

Aqueles com contas nos bancos mencionados anteriormente, já podem ter o valor depositado no primeiro mês.

Para beneficiários do PIS, uma novidade é a possibilidade de usar a Conta Poupança Digital (criada para receber o Auxílio Emergencial).

O crédito dos programas também é feito direto na folha de pagamento, é necessário que a empresa ou repartição pública atenda aos critérios exigidos pela lei.

Outra mudança, provocada pela Medida Provisória 946/2020 é o fim do Fundo PIS/PASEP.

Todos os valores que estavam guardados nessa reserva financeira foram transferidos para contas do FGTS.

Os servidores públicos (inscritos no Pasep) que tenham cotas deste fundo, devem seguir a uma agência da Caixa Econômica Federal, para resgatar o saldo, seguem essa regra:

  • Servidores federais, estaduais e municipais
  • Trabalhadores de empresas públicas
  • Trabalhadores de sociedades mistas (pública/privada).

A novidade mais atrativa do pagamento do PIS/PASEP em 2022 é o valor acumulado.

Como não foi pago os valores previstos para 2021, tudo ficou para o ano subsequente.

Sendo assim, trabalhadores que têm direito a 1 salário-mínimo, receberão o dobro na próxima programação.

Isso não se repetirá nos próximos anos, mas a notícia tem deixado os beneficiários vibrantes com o dinheiro extra no primeiro semestre de 2022.

Em contrapartida, não existem alterações nos requisitos básicos para o trabalhador receber o pagamento dos benefícios, são eles:

  • Mais de 5 anos de inscrição nos programas
  • Durante o ano-base não ter recebido mais de 2 salários-mínimos
  • No ano-base ter trabalhado 30 dias de carteira assinada (ao menos)
  • Ter os dados da atividade desempenhada descritos na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) ou por meio do e-Social pelo empregador.

A tendência é que os valores dos benefícios sejam pagos em cima do salário-mínimo previsto para 2022, que é de R$1.210,00.

Como o PIS/PASEP é pago de forma proporcional, de acordo com a quantidade de meses trabalhados, o possível quadro com as proporções são:

  • 1 – R$ 101,00
  • 2 – R$ 202,00
  • 3 – R$ 302,00
  • 4 – R$ 403,00
  • 5 – R$ 504,00
  • 6 – R$ 604,00
  • 7 – R$ 705,00
  • 8 – R$ 806,00
  • 9 – R$ 907,00
  • 10 – R$ 1.008,00
  • 11 – R$ 1.108,00
  • 12 – R$ 1.210,00.

Neste caso, basta multiplicar por 2 para conhecer o valor que vai receber.

Vale reforçar que o benefício é creditado na conta poupança ou corrente de clientes da Caixa ou BB.

Aqueles que não são correntistas desses bancos podem sacar nos guichês, lotéricas e correspondentes bancários, usando o cartão do cidadão e documento oficial.

pagamento do pis pasep

Motivo das mudanças

Toda essa alteração no pagamento do PIS e PASEP se deu pelo momento atribulado que o país passou em 2020 e 2021.

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador resolveu adiar a promoção de pagamento do benefício, para que o Governo Federal pudesse viabilizar ações durante a crise sanitária.

Assim, foi possível manter programas como o Auxílio Emergencial, que beneficiou famílias que não têm direito ao PIS, por exemplo.

Com o fim de tais ações, o pagamento do PIS PASEP retorna ao seu ritmo normal, se você se enquadra nas regras desses benefícios, basta aguardar para sacar os valores previstos.

Continue seguindo o nosso blog para ficar sempre atualizado!

Publicidade