PIS/PASEP: Sacar ou não Sacar?

Sim, se não sacar ele gera rendimento, mas existem algumas regras.

Se o saque do PIS não for feito até junho, quando finaliza o prazo para realizar a ação, ele é incorporado ao saldo de quotas.


Logo, o valor do seu PIS passa a ser devolvido ao FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador. Uma vez que isso aconteça, não há mais como resgatar o valor.

Dessa forma, fica indisponível para saque, voltando a ser possível pegar o dinheiro somente no ano seguinte, no novo calendário.

Durante esse tempo, o valor que é incorporado fica rendendo, mas esse rendimento varia de acordo com o saldo do PIS do cidadão.

CTPS - Rendimento PIS

Quais as formas de saque que posso utilizar?

O Saque do PIS pode ser feito utilizando o seu Cartão Cidadão ou ainda, por depósito/crédito em conta individual, seja ela corrente, poupança ou conta caixa fácil.

Caso não tenha o Cartão, nem conta bancária, basta se dirigir a uma agência da Caixa e apresentar sua CTPS, juntamente com um documento de identificação.

Posso sacar o PIS fora das datas liberadas?

Sim, você pode. Contudo, desde que seja uma das situações estabelecidas. Confira abaixo:

  • Aposentadoria;
  • Neoplasia maligna
  • Morte
  • Benefício Assistencial à pessoa portadora de deficiência e ao idoso;
  • Transferência de militar para a reserva remunerada.
  • Doenças listadas na Portaria MPAS/MS 2.998/2001
  • AIDS/SIDA
  • Quando tiver idade igual ou superior a 60 anos;
  • Invalidez  / Reforma militar

Não perca tempo, assim que o calendário do PIS estiver liberado, corra e faça seu saque!

Compartilhe: