Neste artigo, entenda os conceitos de adesão do programa Minha Casa Verde Amarela.

Historicamente, o aumento da população nos grandes centros urbanos gerou o crescimento de moradias precárias, dificultando o acesso aos serviços básicos.

Publicidade

Além disso, hoje, boa parte da população brasileira mora de aluguel, buscando desta forma o acesso a uma moradia digna.

Procurando resolver essas questões, há algum tempo o Governo Federal começou a criar alguns programas de melhorias na qualidade de vida da população brasileira.

Atualmente um desses programas é o Minha Casa Verde Amarela, no qual vem facilitar o sonho da casa própria, garantindo assim a um maior número de pessoas o acesso à moradia digna.

Publicidade

Siga acompanhando a leitura e saiba mais sobre o Minha Casa Verde Amarela.

Minha Casa Verde e Amarela! Conheça o novo programa!

O que é o Minha Casa Verde Amarela?

O Minha Casa Verde Amarela é um programa habitacional criado pelo Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). O programa busca proporcionar a população, acesso a uma moradia digna, assim favorecendo e assegurando a sua qualidade de vida. Além disso, o Minha Casa Verde Amarela vai trabalhar nesse financiamento habitacional, a regularização fundiária e melhorias em imóveis.

minha casa verde amarela

Qual é a meta?

A principal meta do Minha Casa Verde Amarela, é conseguir atender 1,6 milhão de famílias de baixa renda, através do financiamento habitacional até o ano de 2024. Sobretudo, facilitando o acesso da população ao Minha Casa Verde Amarela, o governo está reduzindo as taxas de juros, sendo a menor já vista em programas deste tipo, podendo utilizar, também, os recursos do Fundo De Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Publicidade

As regiões Norte e Nordeste serão beneficiadas, pois haverá a redução nas taxas de 0,5 ponto percentual as famílias cuja a renda é de R$ 2.000,00 e 0,25 a quem ganha entre R$ 2.000,00 e R$ 2,600,00. Nessas regiões, os juros poderão chegar a 4,25% ao ano aos cotistas do FGTS e nas demais regiões, a 4,5%. Outra meta do Minha Casa Verde Amarela é de regularizar 2 milhões de moradias e promover melhorias em 400 mil até 2024, através da regularização fundiária e melhoria das residências. Continue acompanhando e saiba mais detalhes sobre esse programa.

Quais as regras?

Sobretudo, sendo um meio de financiamento habitacional, as regras foram divididas em 3 faixas:

1- Famílias de renda bruta de R$ 2.000,00.

Será possível adquirir um imóvel a taxas de juros de 4,75% ao ano e subsídios de R$ 47.500,00 conforme a sua renda e região onde você mora. Além da possibilidade de quitar tudo em 30 anos.

2- Famílias de renda bruta de R$ 4.000,00.

Se acaso a sua família se encaixe nesta faixa os subsídios podem chegar até R$ 29.000,00 conforme a sua renda e a localização do imóvel.

3- Famílias de renda bruta de R$ 7.000,00.

Essas famílias contarão com as taxas de juros mais atrativas na aquisição da casa própria.

Como é feita a adesão?

O financiamento pode ser feito de forma individual ou pelas construtoras, através da Caixa Econômica Federal. É importante checar se o seu estado e/ou município fizeram a adesão ao Minha Casa Verde Amarela. A contratação pode ser feita de forma individual, através de construtora ou uma entidade organizadora. É só fazer a simulação no site da Caixa para saber quanto você poderá investir e em seguida entregar a documentação em alguma agência CAIXA.

Após receber e analisar a sua documentação e a documentação do imóvel serão mostradas as condições de financiamento, após a validação e aprovação do seu cadastro e documentação, o contrato de financiamento é assinado. Portanto, esta é uma excelente oportunidade de realizar o seu sonho da casa própria. Quer ler mais conteúdos como este? Continue acompanhando nosso blog e fique informado!

Prováveis datas para receber Auxílio Emergencial 2021

Compartilhe: