Desde setembro o governo aprovou o pagamento de mais quatro parcelas do Auxílio Emergencial. Porém, elas serão reduzidas para R$ 300 por mês até dezembro.

Esta é uma boa notícia para quem ainda não conseguiu se estabilizar nessa pandemia. Mas é preciso ficar atento, pois existem alguns critérios. Então, saiba todas as informações relacionadas a sétima parcela do Auxílio Emergencial.

Publicidade


Datas da Sexta parcela do Auxílio Emergencial

Auxílio Emergencial

A 7ª parcela do Auxílio Emergencial será paga a partir do mês de outubro, contudo só uma pequena parte dos trabalhadores será contemplada com o recebimento da mesma.

Dia 28 de setembro, o Ministério da Cidadania informou, no entanto, que o calendário de pagamento será organizado levando em conta a data de aprovação e o recebimento da última da primeira fase.

Por exemplo, o beneficiário que foi aprovado no mês de julho, só terá direito na segunda fase em dezembro.

Publicidade

Quem recebe o Auxílio Emergencial Residual?

Contudo, nem todos terão direito ao recebimento das parcelas da segunda fase. Sendo assim, os critérios excluem quem:

  • Possui registro de óbito nos bancos de dados do governo federal;
  • Obteve emprego formal durante o recebimento do auxílio emergencial;
  • Tem renda familiar total acima de três salários mínimos;
  • É agente público;
  • Tem menos de 18 anos, exceto se for mãe;
  • Estiver preso em regime fechado;
  • Mora no exterior;
  • Tinha posse ou a propriedade de bens ou direitos no valor total superior a R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2019;
  • Teve rendimentos tributáveis em 2019 superiores a R$ 28.559,70;
  • Tenha recebido rendimentos isentos tributáveis ou tributados da fonte superiores a R$ 40 mil;
  • Recebeu benefício previdenciário ou assistencial (exceto Bolsa família) depois do Auxílio Emergencial;
  • Tem filho matriculado em escola superior ou de ensino técnico.

Valores do Auxílio Emergencial

O valor de R$ 300 por mês só se encaixa aos beneficiários que não são mulheres chefes de família, no caso destas, o valor é dobrado. O valor total das parcelas residuais do Auxílio Emergencial vai variar conforme a data do recebimento da primeira fase, assim recebidos em:

  • Abril – R$ 1.200 (4 parcelas de R$ 300);
  • Maio – R$ 900 (3 parcelas de R$ 300);
  • Junho – R$ 600 (2 parcelas de R$ 300);
  • Julho – R$ 300 (1 parcela).

auxílio emergencial

Calendário dos 7ª pagamentos do Auxílio Emergencial

Veja abaixo o calendário do Auxílio Emergencial aos cidadãos integrados ao programa Bolsa Família, inscritos no Cadastro Único sem Bolsa família e inscritos pelo site ou aplicativo.

Publicidade

Beneficiários do Bolsa Família

Número final do NIS Recebimento
1 19/10
2 20/10
3 21/10
4 22/10
5 23/10
6 26/10
7 27/10
8 28/10
9 29/10
0 30/10

Inscritos no Cadastro Único

Mês Depósito em conta Início de saque
Janeiro 30/10 07/11
Fevereiro 04/11 07/11
Março 05/11 14/11
Abril 06/11 21/11
Maio 08/11 21/11
Junho 11/11 24/11
Julho 12/11 26/11
Agosto 13/11 28/11
Setembro 15/11 28/11
Outubro 16/11 01/12
Novembro 18/11 05/12
Dezembro 20/11 05/12

Demais inscritos pelo site ou aplicativo

Aprovados em abril devem seguir, portanto, o mesmo calendário dos inscritos no cadastro único fora do Bolsa família. Entretanto, os aprovados em maio e junho recebem da seguinte forma:

Mês Depósito em conta Início de saque
Janeiro 22/11 19/11
Fevereiro 23/11 19/11
Março 25/11 04/01
Abril 27/11 06/01
Maio 29/11 11/01
Junho 30/11 13/01
Julho 02/12 15/01
Agosto 04/12 18/01
Setembro 06/12 20/01
Outubro 09/12 22/01
Novembro 11/12 25/01
Dezembro 12/12 27/01

Se acaso gostou das informações encontradas no nosso site, continue nos acompanhando para mais notícias como essas.

Nova Prorrogação Seguro Desemprego

Compartilhe: