Bolsa Escola

O Bolsa Escola é um antigo programa do Governo Federal que existiu por quase dois anos. Assim, beneficiando milhões de pessoas em todo o território nacional.

Desse modo, seu intuito era auxiliar no desenvolvimento da educação, melhorando o acesso ao ensino. E assim, beneficiando as famílias que incentivavam os filhos.

Publicidade


O programa fez enorme sucesso no início dos anos 2000, melhorando a condição de vida da população brasileira. Depois acabou sendo reformulado e passou a fazer parte do Bolsa Família.

No entanto, mesmo 15 anos após a sua finalização, ele continua sendo lembrado devido ao auxílio que prestou aos menos favorecidos na sociedade.

Publicidade

Se preferir, confira com receber bolsa família.

Conheça o Bolsa Escola

O Bolsa Escola foi criado em 2001 durante o Governo de Fernando Henrique Cardoso, com o objetivo de oferecer dinheiro mensalmente as famílias que tivessem jovens estudando.

O sistema visava reduzir a desigualdade e chegou a beneficiar mais de 5,5 milhões de famílias, o que representava 45 milhões de pessoas.

Em 2003, logo após Luiz Inácio Lula da Silva assumir o Governo Federal o programa foi modificado. Foi criado o Bolsa Família, unindo o Bolsa Escola com o Cartão Alimentação e com o Auxílio Gás.

bolsa escola
  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter

Publicidade

A partir de então o valor destinado às famílias foi aumentando gradativamente. O sistema foi mantido, onde as famílias beneficiadas precisam ter jovens estudando.

Bolsa Escola inscrição

Atualmente o Bolsa Escola está incluso no Bolsa Família, desta forma a fim de ter acesso ao benefício as famílias devem cumprir todas as exigências do programa.

Se quiser ter acesso ao valor oferecido mensalmente pelo Governo Federal é preciso ter um cadastro no CadÚnico, sempre atualizando os dados neste sistema.

Publicidade


Com estas informações o Governo verifica quais famílias estão aptas a receber o benefício. Geralmente as famílias registradas no CadÚnico são de baixa renda e recebem no máximo meio salário mínimo per-capita.

Ou seja, o valor recebido como salário mensalmente dividido pelo número de membros da família.

Como fazer o cadastro no CadÚnico?

O Cadastro Único, também conhecido por CadÚnico é um sistema do Governo Federal que reúne diversos cadastros de famílias brasileiras. Principalmente aquelas que vivem em condição de vulnerabilidade social.

Ele serve ao Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Brasil Alfabetizado e outros programas.

É preciso possuir ao menos 16 anos de idade para fazer o cadastro no CadÚnico. Normalmente o registro é feito nas prefeituras, que prestam este auxílio a população.

Assim, é preciso informar o estado civil, levar o Cadastro de Pessoa Física (CPF), além do título de eleitor. Os dados registrados precisam ser atualizados a cada dois anos.

A quem servia o Bolsa Escola?

O Bolsa Escola visava melhorar a educação dos brasileiros, principalmente os jovens. Fornecia dinheiro a fim de que as famílias conseguissem superar a pobreza, possibilitando que as crianças conseguissem frequentar a escola. desenvolver o conhecimento aprendido em sala de aula.

bolsa escola
  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter

A fim de ter direito ao benefício a família deveria cumprir algumas normas:

  1. Ter membros matriculados em escola da rede pública de ensino.
  2. A renda por pessoa da família deve ficar entre R$ 85,00 e R$ 170,00.
  3. A família podia possuir no máximo três filhos ou perdia o benefício.
  4. As crianças ou adolescentes deveriam possuir 85% de frequência.
  5. Os estudantes da família precisavam ter boas notas.

DICA: Veja como tirar seu Extrato INSS.

Bolsa Escola bloqueado

O Bolsa Escola poderia ser bloqueado caso houvesse alguma mudança nas condições das famílias. Se os filhos parassem de frequentar a escola o benefício era cancelado, desse modo, as faltas não poderiam ultrapassar os 15%.

Os estudantes que tivessem um desempenho escolar abaixo da média também poderiam fazer com que suas famílias perdessem o auxílio.

Um dos grandes objetivos do Bolsa Escola era incentivar a educação brasileira.

Na época, era destinado R$ 15,00 a cada criança ou adolescente matriculado.

O valor hoje pode parecer pouco, mas há 15 anos servia para comprar diversos itens fundamentais aos estudos.

Onde era utilizado o Bolsa Escola?

O Bolsa Escola, como o nome sugere, era um programa destinado a compra de itens a fim de facilitar o aprendizado escolar.

Com ele as famílias poderiam comprar materiais básicos a fim de melhorar sua aprendizagem, estudando como os demais alunos da classe. Assim a educação no Brasil deu um belo passo rumo ao desenvolvimento.

O programa foi apenas uma semente, mas mostrou que com pouco investimento e recursos bem divididos, é possível melhorar a vida de milhões de pessoas.

Quem recebia o Bolsa Escola se sentia mais seguro, já que o valor era garantido todo mês. Funcionava como um mecanismo de troca onde todos saíam ganhando.

Publicidade
  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter

8393 vezes baixado



E ainda, veja sobre as Cotas PIS/PASEP 2018 e 2019!

Bolsa Escola
Avalie o artigo!

Pin It on Pinterest